Castelo de Budapeste, Bastião dos Pescadores e Igreja de Matthias

No segundo dia de viagem conhecemos Buda, na margem esquerda do rio Danúbio, mais propriamente o Castelo de Budapeste, Bastião dos Pescadores e Igreja de Matthias.

Buda

Após se atravessar a ponte das correntes estávamos em Buda, e a primeira coisa que se vê é o funicular e a escultura do Km 0.

Para subir até ao Castelo de Budapeste tem 2 opções, ou sobe a colina a pé, ou vai de funicular (Sikló). O Funicular custa HUF 1 200 só ida, ou HUF 1 800 ida e volta.

Optamos por ir a pé, pois estava um bom dia, havia uma fila enorme para o funicular, gostamos de andar a pé e sempre poupamos.

A subida à pé é feita por um jardim com escadas e passadiços de cimento, que se faz muito bem.

Castelo de Budapeste

A vista do Castelo para a cidade é fantástica.

Castelo de Budapeste

No castelo de Budapeste estão a Galeria Nacional Húngara, o Museu de História de Budapeste e a Biblioteca Széchenyi com entrada paga.

Para passear nos jardins e restantes espaços exteriores é grátis. No espaço encontrar-se a bela fonte de Matthias (Mátyás-kút) em honra ao rei Matthias.

É possível assistir à troca de guarda a todas as horas, entre 9-17h, no entanto, chegamos entre as trocas e com os passeios esquecemos de ver.

Bastião dos pescadores

Após o castelo encontra-se a colina do castelo, onde se encontram o bastião dos pescadores e a Igreja de Matthias.

O bastião dos pescadores foi construido em estilo neogótico e dele obtêm-se uma das melhores vistas da cidade.

A parte inferior do bastião é gratuita, a parte superior é paga, no entanto quando fomos as entradas estavam abertas e conseguimos subir gratuitamente.

Num dos lados do bastião encontra-se um restaurante.

Igreja de Matias

Queríamos conhecer a igreja, que é incrível por dentro e por fora, no entanto, quando chegamos, decorria uma missa, pelo que a visita só seria possível na parte da tarde.

Castelo de Budapeste

Resolvemos comprar os bilhetes (por 1800Ft cada) e fomos conhece-la após o almoço.

Dica: Utilize o cartão Revolut para fazer levantamentos e pagamentos, é a forma económica de fazer.

Nesta zona encontram-se vários restaurantes, café e lojas.

Fomos dar mais umas voltas na zona e almoçamos ali próximo, optamos pelo Jamie Italian, queríamos conhecer a comida local, mas devido as minhas restrições alimentares pensamos que uma pizza simples era o mais adequado.

Castelo de Budapeste

Há muito que queria conhecer o Jamie Italian em Lisboa, mas ainda não tinha tido oportunidade, acabamos por experimentar em Budapeste.

Então optei por uma pizza simples e ele optou por uma massa com um optimo aspeto.

Após o almoço fomos conhecer a bela Igreja de Matias, que levou o nome do Rei Matthias, que foi construida em estilo neogótico, e o seu interior decorado com frescos de pintores românticos.

Os pormenores são impressionantes, não a deixe de visitar, que é realmente incrível.

A igreja tem um primeiro andar onde se obtêm uma imagem panorâmica, e onde se encontra uma exposição com peças da igreja.

Veja também: Dicas e informações de Budapeste.

O que precisa para preparar a sua viagem

Prepare a sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Não paga nada à mais por isso e ajuda o blog a continuar produzir conteúdo.

Contem links afiliados, só recomendamos serviços que confiamos e utilizamos.

Follow Lu:
Sou Geógrafa e vivo em Lisboa. Viajar é uma Paixão, adoro conhecer locais novos, a sua gastronomia, as suas gentes e a sua cultura. Gosto de tudo relacionado com viagens, adoro planear as minhas viagens.
Latest posts from

3 Responses

  1. […] Veja em mais detalhe no Post: Castelo de Budapeste, Bastião dos Pescadores e Igreja de Matthias. […]

  2. […] Veja também: Castelo de Budapeste, Bastião dos Pescadores e Igreja de Matthias. […]

  3. […] Veja também: Castelo de Budapeste, Bastião dos Pescadores e Igreja de Matthias […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscrever a newsletter!