Ruínas Romanas de Miróbriga

Conhecemos na semana passada as Ruínas Romanas de Miróbriga, em Santiago do Cacém, no Alentejo.

Chegamos as ruínas ao meio-dia em ponto, a funcionaria informou-nos que não seria possível efetuar a visita, uma vez que encerra para almoço das 12:30 as 14h durante a semana.

Resolvemos conhecer primeiro a cidade de Santiago do Cacém, almoçar e regressar na parte da tarde.

Ruínas Romanas de Miróbriga

Voltamos às Ruínas Romanas de Miróbriga na parte da tarde, como na primeira tentativa, não havia ninguém na bilheteira excepto a funcionaria. Adquirimos os bilhetes, que são muito baratos (3 € e com possibilidade de desconto) e começamos a visita.

A cidade de Miróbriga é de originaria da idade do ferro, foi ocupada provavelmente pelos Celticos e posteriormente pelos Romanos.

Não é fornecido panfleto e não existem visitas guiadas, contudo, nas ruínas existem placas informativas em Português e em Inglês conseguindo perceber quais as antigas funções dos locais.

placas identificativas mirobriga

Museu

Iniciamos a visita pelo pequeno museu existente (é apenas uma sala), onde é possível ler a história da cidade de Miróbriga e ver alguns pequenos objectos.

Existem moedas, pregos, pedaços de peças de cerâmica e algumas rochas trabalhadas.

Edifícios habitacionais

Existem diversas ruínas de antigas casas, tanto da população rica, como da pobre.

Nas casas mais pobres só é visível a sua estrutura, enquanto casas Nobres é possível ver as paredes estucadas e pintadas com motivos da época.

As estruturas das casas dos nobres tinham diversas divisões, incluindo o pátio interior.

casa nobre romana mirobriga

Fórum

Na zona mais alta do complexo localiza-se o Fórum, que é o coração da cidade romana, onde se centrava a parte política, administrativa e religiosa da cidade.

Da parte política-adminstrativa do Fórum restam poucas ruinas.

Forum romano mirobriga

Templo

A parte religiosa do Fórum é o Templo, provavelmente dedicado a deusa Vénus. A entrada era efetuada por umas escadas nas laterais, e a construção parecida com o pupilto dos Teatros.

templo romano de venus mirobriga
Templo Miróbriga

O Templo este mais degradado que o templo de Diana em Évora, no entanto, ainda estão de pé, 2 colunas.

Hospedaria

Há um edifício próximo ao fórum e ao mercado que pela sua dimensão acreditam que se trate de uma antiga hospedaria.

No entanto, pelas dimensões também se pode tratar de uma casa de um nobre. Ainda é visível visualizar as paredes estucadas e pintadas como motivos da época.

Nas zonas onde existem pinturas, para melhor conservação, existem tapumes de proteção com as condições meteorológicas.

Mercado

Na parte abaixo do Forúm encontravam-se as lojas, também chamadas de “tabernae”.

As lojas encontravam-se numa zona de passagem, tinham apenas uma entrada e mezzanine que servia como alojamento do proprietário da loja.

lojas romanas mirobriga
Mercado

Ruas

Ainda são visíveis e com um bom nível de conservação as estradas romanas, que eram feitas de pedra.

Em todo o complexo da cidade encontram-se ciprestes italianos, que é uma árvore em forma de vela, que os romanos gostavam muito, devido ao formato encontra-se muitas vezes em cemitérios e como divisão nos terrenos.

Ruas de Mirobriga
Dica: A visita é toda ao ar livre, com declives e rochas pelos caminhos, por isso levem calçado adequado, água, chapéu e protector solar (principalmente se for durante a primavera ou no verão).

Termas

As termas ocupam a zona mais baixa da cidade, ficando localizadas no vale, para aproveitar as águas de uma antiga ribeira, que já se encontra seca.

Eram divididas em 2 blocos, as termas a este e as termas a oeste, uma para os homens, e outra para as mulheres.

O que torna nas termas num grande complexo, com 2 balneários, 2 zonas banhos quentes, 2 zonas de banhos frios.

Ponte Romana

Junto as termas verificam-se uma ponte romana com um excelente nível de conservação.

Tem apenas um arco e feita de pedra, por baixo dela já a muitos anos que não passa água.

ponte romana de Santiago do cacém
Ponte Romana de Mirobriga

Hipódromo

Fora do complexo das ruínas, a cerca de 1 km das mesmas encontra-se o antigo hipódromo, onde haviam as corridas de cavalos.

Capela de São Brás

No complexo encontra-se edificada junto da entrada uma capela católica. Apesar de não ser da mesma época que as restantes construções, a capela faz parte do complexo.

No entanto, a capela encontra-se fechada, não sendo possível visitar o seu interior.

Capela de São Brás Mirobriga
Capela de São Brás

3€, há descontos para estudantes, portadores de cartão jovem, pessoas com mais de 65 anos e é gratuito aos domingos e feriados até as 14h.

  • Aberto de terça-feira a sábado, das 09h00 às 12h30, e das 14h00 às 17h30.
  • Aberto aos domingos das 09h00 às 12h00, e das 14h00 às 17h30.

Veja também: Fim de semana em Évora

O que precisa para preparar a sua viagem

Prepare a sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Não paga nada à mais por isso e ajuda o blog a continuar produzir conteúdo.

Contem links afiliados, só recomendamos serviços que confiamos e utilizamos.

Follow Lu:
Sou Geógrafa e vivo em Lisboa. Viajar é uma Paixão, adoro conhecer locais novos, a sua gastronomia, as suas gentes e a sua cultura. Gosto de tudo relacionado com viagens, adoro planear as minhas viagens.
Latest posts from

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.