Roteiro de 3 dias em Valência — Espanha

Já há algum tempo que queríamos conhecer Valência, tínhamos especial curiosidade em relação à cidade das artes e das ciências.

Como já devem ter percebido, adoramos visitar Espanha e cada local que conhecemos é especial.

Dia 1

Cidade das artes e das ciências

A primeira coisa que fazemos é deixar as malas no hotel NH Ciudad de Valência, podemos fazer logo check-in, deixaram fazer antecipadamente, sem custos.

Almoçamos nas redondezas do hotel e seguimos a pé até ao complexo da Cidade das Artes e das Ciências.

Valência
Cidade das Artes e das Ciências

Trata-se de uma zona da cidade de Valência que foi requalificada em 1998, pelos arquitetos Santiago Calatrava e Félix Candela.

Como o complexo é composto

L’Hemisfèric

É um Imax Cinema, Planetário e Laserium. É possível comprar bilhete para assistir a documentários em Espanhol e Inglês.

El Museu de les Ciències Príncipe Felipe

É um museu de ciências, interativo, muito interessante para quem vai com crianças ou gosta da temática, mas penso parecido com o Pavilhão do conhecimento em Lisboa.

L’Umbracle

É um jardim elevado com plantas exóticas e algumas esculturas, de entrada é gratuita.

Valência
L’Umbracle
L’Oceanogràfic

É o maior aquário oceanográfico da Europa, tem diversas espécies de peixes, mamíferos marinhos e aves.

El Palau de les Arts Reina Sofía

Trata-se do edifício da ópera e outros estilos musicais clássicos.

Valência
El Puente de l’Assut de l’Or

É a ponte que liga ao lado sul, onde passam automóveis e peões (os peões passam no meio da ponte).

Àgora

É uma praça coberta, onde são realizados concertos e eventos desportivos, infelizmente não podemos assistir nenhum evento nesta bela praça.

Curiosidades

Estava projetado a construção de 3 arranha-céus, mas que felizmente não foram construidos.

A zona faz lembrar o Parque das Nações, em Lisboa, que surpreendentemente também foi inaugurado em 1998 para requalificar uma zona degradada da cidade, a estação do Oriente foi projetada pelo arquiteto Santiago Calatrava e tem o Oceanário de Lisboa e o Pavilhão do Conhecimento (Museu de ciências).

Dica: A zona exterior e o L'Umbracle, que é um jardim elevado são gratuitos, os restantes espaços são pagos. No entanto, se quiser visitar vários espaços, é melhor adquirir o bilhete geral, que fica mais barato do que individualmente e pode utilizar até durante 3 dias, por 38,60 €.

Neste primeiro dia, optamos por visitar apenas os espaços gratuitos, uma vez que no dia seguinte íamos visitar o Oceanográfico de Valência.

Jardí del Túria

É um jardim com um grande cumprimento (9km) que começa na cidade das artes e ciências de Valência, passa junto ao centro histórico, e termina em La Canaleta.

Antigamente passava o leito do rio Túria, mas teve de ser desviado do centro da cidade para evitar inundações.

A visita à cidade é muito agradável também de bicicleta, pois Valência é uma cidade plana, pelo que é muito fácil circular de bicicleta.

Valência
Jardí del Túria

Sistema de aluguer de bicicletas de Valência – Valenbi

Para quem visita à cidade e quer andar de bicicleta, inegavelmente a melhor opção é o passe semanal, custa 13,30 €, os primeiros 30 minutos são gratuitos. Posteriormente até 60 minutos custam 1,04 Euros, e por cada 60 minutos adicionais custam 3,12 Euros e pode comprar o passe nos terminais das bicicletas ou online.

Com toda a certeza podemos andar de bicicleta por toda a cidade, graças as numerosas ciclovias existentes na cidade.

Valência
Jardí del Túria

No entanto, optamos por conhecer o parque a pé, pois é a nossa forma favorita de conhecer as cidades.

Para além dos jardins, mas também existem fontes, lagos, edifícios, parques de merendas, campos de jogos, parques infantis.

Se for com crianças não perca o parque Gulliver, que é um parque infantil temático do universo do Gulliver. A entrada é gratuita, mas tem de passar pela entrada, pois o parque tem proteções a sua volta.

Valência
Parque Gulliver

Mercado de Colón

Fizemos o caminho pelo parque até Colon, onde fomos conhecer o Mercado de Colón, que se trata de um belo edifício com o estilo Art Nouveau valenciano, desenhado pelo arquiteto Francisco Mora Berenguer.

Contudo, como fomos em dezembro encontramos o edifício com decorações natalícias, com luzes, árvore de Natal e presépio.

Valência
Mercado de Colón

Surpreendentemente era um antigo mercado transformado numa galeria comercial elegante, que alberga diversas lojas, restaurantes, cafés e um supermercado. É o local ideal para visitar a qualquer hora do dia ou da noite, pois se encontra aberto até a 1h.

Valência
Mercado de Colón

Assim aproveitamos para um café no mercado, seguimos pelas ruas do centro de Valência.

Praça de Touros

Apesar de não apreciar touradas, acho os edifícios das praças de touros bonitos.

A Praça de touros de Valência é das mais antigas de Espanha, foi construida em 1850, por isso se quiser conhecer a praça por dentro é possível visitar gratuitamente.

A praça tem uma localização conveniente mesmo ao lado da principal estação ferroviária de Valência.

Valência
Estação de Comboio e Praça de Touros

Estação Ferroviária Valência Norte

Trata-se da principal estação de comboio de Valência, Estación de Valencia-Estacio del Nord Adif.

Nesse sentido é estação onde chegam comboios de várias cidades Espanholas, como Madrid, Barcelona ou Sevilha, e tem ligação a estação de metro de Xàtiva.

É uma estação com estilo modernista, inaugurada em 1917, contudo no interior ainda é possível ver as antigas bilheteiras de estilo modernista, que ainda continuam a ser utilizadas.

Valência
Estação Ferroviária Valência Norte

Dia 2

Oceanográfico de Valência

Sem dúvida, um dos passeios que mais queríamos fazer em Valência era visitar o “Oceanográfic”.

O Ocenanográfico tem a parte subterrânea com os aquários e a parte superior com as aves. Por conseguinte, m cada edifício encontram-se ambientes aquáticos diferentes: mar mediterrâneo, zonas húmidas, mares temperados e tropicais, os oceanos, antártico, ártico, ilhas e mar vermelho.

Valência
Oceanográfic

Por exemplo, o Oceanográfico inclui as espécies como caranguejos, pinguins, golfinhos, leões-marinhos, tubarões, focas, tartarugas, raias, peixes palhaços, morsas, belugas, flamingos, garças, pelicanos, ibis, cisnes entre outros.

Compramos o bilhete antecipadamente pelo Get Your Guide, que recomendamos, uma vez que não precisamos de ir para as filas das Bilheteiras.

Almoçamos no local, existem alguns restaurantes e cafés, o preço é sempre mais caro do que na rua, como costuma ser habitual nestes locais, mas para conseguir aproveitar o parque é necessário almoçar no Oceanográfico.

Por fim, deixo o vídeo do nosso dia no Oceanográfico de Valência, para perceberem melhor o que podem encontrar:

Preço dos Bilhetes

Horário

Aberto das 10h-18h, durante a semana no inverno, das 10h-20h aos sábados no inverno e das 10h-00h no verão.

Valência
Oceanográfic

No final do dia ainda houve oportunidade de visitar alguns locais no centro de Valência.

Estádio F C, Valência

O Estádio de Mestalla pertence ao F C, Valência e fica localizado no centro da cidade, próximo a universidade de Valência.

Valência

O estádio é um dos mais antigos em Espanha, mas já sofreu várias obras de modernização. Pois, o clube constrói um novo estádio, noutra localização, e vai vender os terrenos onde se encontra este estádio.

Não o conhecemos por dentro, mas é possível visitar o estádio em visitas guiadas, por 11,5 €, ou pode assistir a um jogo de futebol.

Universidade de Valência

A cidade de Valência é conhecida por ser uma cidade com um importante universidade em Espanha, desse modo é interessante conhecer a zona universitária da cidade.

Curiosidade: de maneira idêntica, Lisboa, também tem uma zona chamada cidade universitária, uma alameda, e incluem a Reitoria e várias faculdades.

Assim sendo, conhecemos vários edifícios da Universidade de Valência, a Reitoria, faculdade de medicina, de história e geografia, de filosofia, de psicologia e alameda que os separa.

Valência
Universidade de Valência

Por conseguinte, nesta zona também se encontram os hospitais universitários de Valência, e o mercado de el rastro que funciona aos domingos.

Porta del la Mar

Numa rotunda no centro histórico da cidade encontra-se a Porta del la Mar, trata-se de uma reprodução da antiga Puerta del Real, pois a original foi destruída.

Valência
Porta del la Mar

Junto a porta encontram-se “Jardins de la Glorieta” com árvores históricas, de facto em vários locais da cidade encontram-se essas árvores.

As árvores são bastante grandes, ocupam grande parte desses pequenos jardins. No entanto, é impressionante conservarem as árvores com grande valor histórico, pena não acontecer o mesmo em Portugal.

Valência

Nesta zona da cidade encontram-se diversos edifícios históricos, como o Palácio da justiça (Palau de Justícia de Valência), o Centro Cultural Bancaja, a Capitania General Valência, a Palau de Cervelló ou a Igreja Castrense de Santo Domingo

Passamos pela torre dos Serranos que já se encontrava fechada, e seguimos pelas ruas até Plaça de la Mare de Déu, onde se encontra a Fuente del Turia e a Basílica de la Mare de Déu dels Desemparats.

Catedral de Valência – La Seu de València

Chegamos a Catedral de Valência, que ainda conseguimos visitar e de forma gratuita, porque foi cerca de 10 minutos antes de se iniciar a missa. A entrada fora dos horários das missas, custa 7€ e inclui acesso ao museu.

Surpreendentemente encontra-e exposto na Catedral de Valência o Cálice sagrado, que foi supostamente utilizado por Cristo na última Ceia.

A Catedral foi construida no estilo gótico e neoclássico, por cima de uma antiga Mesquita, após a reconquista da cidade.

Atualmente não é possível ver no exterior a catedral toda, uma vez que que se encontra “encaixada” entre os restantes edifícios circundantes.

Torre Miguelete, é o campanário da Igreja, é acessível apenas por 207 escadas e do seu alto vislumbra-se a cidade inteira, mas custa mais 2 € para subir.

Dia 3

Centro histórico de Valência

Neste terceiro dia na cidade de Valência conhecemos melhor o centro de Valência.

Mercado Central de Valência

Antigo mercado de Valência de estilo modernista, onde pode comprar frutas, vegetais, enchidos, ou comer algumas tapas ou tomar um copo de vinho.

Contudo, fomos num domingo, e o mercado estava encerrado, pelo que recomendamos que opte por outro dia. Está aberto durante as manhãs de segunda a sábado, entre as 7:30h e as 15h.

Contudo, aos domingos de manhãs, nas ruas a frente do mercado, ocorre um mercado de el rastro.

Valência

Lonja de la Seda — Mercado da Seda

É um edifício histórico, Património da Humanidade pela UNESCO, onde se comercializava a seda, que chegava de barco do oriente.

É construido em estilo gótico, com uma grande sala onde se expunham as belas sedas, inclui também El Salón Columnario e a Sala de Contratación onde se realizavam os negócios.

Havia também o “Consulado del mar”, que era o tribunal marítimo. Tem também um belo pátio interior com laranjeiras, bem típico.

Preço: 2 euros — ao domingo é gratuito.

Torre dos Serranos

Visitamos também uma das antigas portas da cidade de Valência, que fazia parte de uma antiga muralha, construida no século XIV em estilo gótico.

No seu alto obtêm-se belas vistas da cidade de Valência, principalmente do “bairro del Carmen” e do antigo rio Túria, que atravessava a cidade.

Em conjunto como a Torre Quart formam as últimas partes da muralha.

O acesso à torre é efetuado por escadas, pelo que para pessoas com mobilidade reduzida não é recomendável.

Preço: 2 euros — ao domingo é gratuito.

Valência
Torre dos Serranos

Museu da Almoina – Centro arqueológico

Próximo à Catedral de valência encontra-se a Almoina, que demonstra a presença romana, visigoga e islamica na cidade.

Tratam-se das ruínas da antiga cidade, que foram escavadas num grande espaço subterraneo.

Conseguem-se ver as ruínas do antigo fórum romano, das termas, de fábricas e um hospital. Também é possível um antigo cemitério real e a antiga fortaleza moura.

Há a opção de audioguia por um custo extra, no entanto, existe placas explicativas por toda a exposição.

Preço: 2 euros — ao domingo é gratuito.

Dica: Aproveite os domingos de manhã (até as 14h) para visitar vários monumentos e museus em Valência, uma vez que são grátis.

Museu de belas-artes e os jardins reais

No lado norte da cidade encontrar o museu de belas-artes, com entrada gratuita. Inclui quadros de vários artistas espanhóis: Goya, Velasquez, El greco ou Sorolla.

Ao lado do museu encontram-se os Jardines del Real, que é um grande parque urbano de entrada gratuita. No parque encontra-se o Museu de Ciências naturais de Valência.

Neste parque encontram-se vários jardins e um lago com patinhos, que fazem a delícia das crianças e dos adultos e um aviário, com várias espécies de aves.

Aos fins de semana os encontram-se principalmente locais a aproveitam o espaço, pois no parque existem também cafés e restaurantes.

Mais dias em Valência

Se tiver mais dias em Valência, e principalmente, se for à primavera ou no verão aproveite para conhecer as belas praias que se encontram na cidade e arredores.

Contudo, também existem outros museus interessantes na cidade que não conseguimos visitar, como o museu de cerâmica, museu da seda ou museu patriarcado.

Veja também: Roteiro de 4 dias em Barcelona.

O que precisa para preparar a sua viagem

Prepare a sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Não paga mais nada por isso e ajuda o blog a continuar produzir conteúdo.

Contém links afiliados que só recomendamos porque utilizamos os serviços e confiamos.

Follow Lu:
Sou Geógrafa e vivo em Lisboa. Viajar é uma Paixão, adoro conhecer locais novos, a sua gastronomia, as suas gentes e a sua cultura. Gosto de tudo relacionado com viagens, adoro planear as minhas viagens.
Latest posts from

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Junte-se a mais de 1000 viajantes e receba a nossa newsletter no seu email com as novidades do blog.