Blue hole gozo

Roteiro de 1 dia em Gozo — Malta

posted in: Europa, Gozo, Malta 0

Gozo é a segunda maior ilha de Malta, a maior parte das pessoas faz um “bate-volta” de um dia, desde Malta e foi o que fizemos também.

No entanto, Gozo tem muito para oferecer, pelo que recomendamos, se possível pernoitar na ilha e ficar pelo menos 2 ou 3 dias para aproveitar a ilha com mais calma.

Existem alguns passeios que incluem Comino e Gozo no mesmo dia, mas não o faça, tanto Comino como Gozo merecem pelo menos um dia completo.

Veja também: Roteiro de 1 dia em Comino, Malta.

A ilha não tem aeroporto, mas tem ligação de ferry com a ilha de Malta. O porto de partida em Malta é Cirkewwa e o porto de chegada em Gozo é Mgarr.

Os valores dependem se for só o passageiro sem transporte, ou se for de carro, ou de bicicleta.

Ferry Gozo Malta
Preços

Só passageiro: 4,65 €

Carro e passageiros: 15,70 €

Valor para levar a bicicleta: 1,15 €

Nota: Apenas se paga o bilhete de regresso de Gozo para Malta.

A viagem demora 40 min e os barcos fazem a travessia a cada 45 min e exceto de noite e madrugada.

Travessia de carro

A nossa opção foi por levar o carro alugado para a ilha de Gozo por ferry, e consideramos uma boa opção.

Se optarem por levar carro, devem ir com antecedência, uma vez que as filas muitas vezes são grandes e corre o risco de não apanhar o ferry e ter de esperar pelo seguinte.

Funciona da seguinte maneira: no porto de Cirkewwa, em Malta, estaciona o carro no local indicado e espera que o ferry chegue, esvazie e permitam que entrem os novos carros.

Não paga a viagem de Malta para Gozo, apenas é pago no regresso.

Ferry Gozo Malta

No porto de Mgarr, em Gozo, tem umas cabines, parecidas com as das portagens, onde paga os bilhetes e depois vai para as filas de estacionamento e aguarda pelo Ferry para entrar.

Depois de entrar de carro no ferry, estaciona no lugar indicado e podem sair do carro e aproveitar a viagem na parte de cima do barco.

No ferry existem muitos lugares, mas se viajar na altura alta ou nos fins de semana é preciso correr para viajar sentado, e acredite há muita gente a correr.

A viagem é muito agradável e é possível beber ou comer alguma coisa no barco na cafetaria e utilizar as casas de banho.

Mais informações sobre o ferry para Gozo aqui.

Conhecer Gozo sem carro alugado

Se não tiver um carro alugado por optar por fazer a viagem de transportes públicos, os cartões Tallinja Card Explore (por 21 €/7 dias) e Tallinja Card Explore plus (por 39 €/7 dias) são validos na ilha de Gozo.

É a opção mais barata para conhecer a ilha se já tiver o cartão, no entanto, também a mais demorada, pelo que irá precisar de 2 dias para fazer o nosso roteiro de 1 dia.

Victoria Gozo

Outra opção é o hip on hip off de 1 dia, por 18 €, no entanto, perde sempre algum tempo a espera dos autocarros, provavelmente não vai conhecer tudo o que coloco aqui. No entanto, é uma boa opção para conhecer Gozo ao seu ritmo sem precisar de carro.

Pode também optar por uma excursão de jipe, 4X4 ou segway, existem diversas empresas a prestar este serviço, não sei se pode escolher o que visitar ou é apenas o predefinido pelas empresas.

Saiba mais sobre o aluguer de carro em Malta, em Dicas e informações de Malta.

Victoria (Rabat)

Logo que chegamos a Gozo, fomos diretos a capital de Gozo, Victoria, antiga Rabat. Fica localizada no centro da ilha e a cerca de 7 km do porto.

Conseguimos estacionamento próximo ao centro. Em Malta o estacionamento é quase sempre gratuito, nunca pagamos por estacionamento na nossa viagem.

Cittadella Gozo Malta

Jardim Villa Rundle

Como estacionamos numa localização próxima ao jardim, tivemos a oportunidade de conhecer este agradável jardim no meio da cidade.

O jardim foi construido em 2015 com árvores importadas e foi dado nome é de um General Inglês Rundle

No verão costumam ocorrer espetáculos ao ar livre.

Jardim Villa Rundle Gozo

Cittadella

A cittadella é a parte antiga da cidade e fica mesmo no centro. Trata-se de uma antiga fortaleza e a estrutura encontra-se muito bem conservada.

É a zona mais alta da cidade por isso obtêm-se uma vista excelente do cimo para a cidade e arredores. Como estamos numa ilha, em alguns lados até é possível ver do mar desde centro da ilha.

Jardim Villa Rundle Gozo malta

Existem varias zonas arqueológicas onde se pode ver marcas dos povos que viveram em Malta.

A citaddella tem um ambiente da “Guerra dos Tronos”, alias varios locais faz lembrar a series, incluive algumas cenas foram filmadas em Malta.

Cittadella Gozo Malta

Dentro das muralhas encontram-se diversos edifícios, na sua maioria bastante bem conservados.

É possível circular pelas muralhas e aproveitar a vista para a cidade e o interior da citaddella.

Nota: Existem muitos locais sem sombra e a ilha é muito quente na maior parte do ano, pois isso não se esqueça de levar chapéu de sol, óculos de sol, protector solar e água.
Cittadella Gozo Malta

A entrada na cittadella é gratuita, mas as entradas na igreja e no Cittadella Visitors’ Centre e alguns museus são pagas.

Catedral da Assunção da Virgem Maria e museu de arte sacra

Logo após a entrada nas muralhas encontramos a bela catedral da Assunção da Virgem Maria no topo de uma escadaria.

A entrada na igreja custa 5€ e inclui a visita ao museu de arte sacra.

Para entrar nas igrejas não podemos ter ombros ou pernas muito a mostra, pelo que fornecem panos para as pessoas se cobrirem.

Após a visita à igreja seguimos para a visita ao museu de arte sacra, que estava incluído no valor. O museu é muito pequeno e com poucas peças, mas vale a pena visitar, pois, não perde muito tempo e não paga mais por isso se visitar a igreja.

Antiga prisão

No complexo existe também uma antiga prisão, numa especie de grutas onde fizeram uma “recriação” de como os presos estariam.

Antiga prisão Gozo

Silos

Haviam também uns silos antigos de cereais, que já não são utilizados e onde é possível visitar o seu interior. Achamos a visita muito interessante, não é todos os dias que se visita um silo e em boas condições.

Tratam-se de 3 grandes silos interligados entre si, e a entrada é feita pela lateral.

Na entrada há um vídeo a explicar como os silos funcionavam.

A entrada é apertada e se tiver dificuldade de locomoção ou problemas de estar em espaços fechados não é recomendado.

Após os silos, ainda passamos por algumas salas que tinham pequenas exposições e pelos antigos sinos da catedral.

cittadella Gozo

Centro de Victoria

Após a visita a Cittadella e fizemos um pequeno passeio pela cidade de Victoria.

Existem algumas praças muito giras com várias esplanadas, ideais para aproveitar.

Victoria Gozo

Optamos por almoçarem Victoria, mas escolhemos uma opção prática, rápida e barata, que foram os quadradinhos de pizza. Como estamos próximo a Itália, existem diversos locais a venderem comida italiana, que adoramos.

Booking.com

Dwejra

Após o almoço seguimos para Dwejra, que fica a oeste da ilha de Gozo.

Dwejra é uma antiga vila de pescadores, ainda é possível ver as barracas utilizadas para guardar os materiais e arranjar os barcos.

Este local é incrível, cheio de rochas, água quentinha. Este era o local da antiga janela azul que caiu ao mar.

Neste local foi filmada a cena do casamento de Khalessi e Kahl Drogo da “Guerra dos Tronos”, para além daqui também ocorreram filmagens de Malta em outros sítios. Aliás, vários locais em Malta lembram os cenários e ambientes da série.

Dwejra Gozo

Neste zona há muitas rochas, piscinas naturais em estado selvagem onde muita gente gosta de fazer snorling e mergulho. Uma delas tem um nome carateristico de Blue Hole – Buraco azul

O Mar interno (Inland Sea) de Malta é um local belissimo, onde há uma pequena “lagoa” que só tem ligação ao mar por uma gruta.

Inland Sea Gozo

É possível fazer passeios de barco pela lagoa até ao mar, passando pela gruta, de tiver oportunidade aproveite a experiência.

Nota: Cuidado com o GPS, o nosso conseguiu levar-nos para o outro lado de Dwejra, onde a certa altura só víamos “caminhos de cabras” e tivemos de voltar para trás.

Dica: Não se esqueça de levar fato de banho, toalha e sapatos de água. Como o tempo quente e a água limpida vai ter vontade em ir a água em todo o lado.

Norte da Ilha de Gozo

Daqui seguimos pelo norte da ilha. Passamos por várias localidades onde se pode ver a arquitetura da ilha nas casas e nas igrejas espalhadas por toda a ilha.

Basílica de Ta’ Pinu

No caminho passamos pela Basílica de Ta’ Pinu e tivemos de parar. É a maravilha de viajar por conta própria e de carro, podemos parar onde mais gostamos pelo tempo que quisermos.

Paramos para visitar porque ficamos impressionados com a beleza e magnitude desta basílica. Trata-se de uma basílica relativamente recente, construida nos anos 20.

Basílica de Ta' Pinu Gozo

Não sabiamos, mas tratava-se de uma basilica muito importante em Malta, que todos os anos recebe perigrinos de todas as partes do mundo.

Nas salas ao redor da catedral é possível ver as oferendas dos peregrinos que pediram milagres, e quando os concratizavam vinham deixar as oferendas na basílica.

Basílica de Ta' Pinu

A entrada é gratuita e é preciso ter atenção as roupas, mas novamente é fornecido à entrada, panos para se cobrirem se não tiverem.

Notamos algumas parecenças com Fátima, em Portugal. A altura de construção é próxima, é dedicada a nossa senhora, e a ela, são indicados muitos milagres.

Wied Il-Ghasri

Tínhamos a indicação no guia que íamos passar por uma Pequena linda baía, pelo que claro resolvemos ir visitar.

Estacionamos o carro a beira da estrada num lugar de terra batida, onde já haviam outros carros e fizemos o resto do caminho à pé.

No entanto, quando lá chegamos, ficamos desiludidos, a baía é mesmo muito pequena. Não chegamos sequer a descer a escadaria, pois de cima é a melhor forma de observar.

Marsalforn

Seguimos em direção a Marsalforn, onde se encontram as salinas e duas belas baías.

Salinas de pedra de Marsalforn

Aqui é produzido o sal da mesma forma desde tempo dos romanos, o sal até pode ser agarrado apenas com as mãos.

Foram criados buracos nas rochas de forma a ser recolhido o sal. Em baixo destas rochas e junto a estas existem cavernas onde era armazenado o sal, no entanto, nem todas podem ser visitadas, porque agora o mar ocupa esse espaço.

Hoje em dia o sal continua a ser recolhido entre maio e setembro.

Baía de Xwieni

Esta baía fica rodeada com a beleza natural das rochas e tem um pequeno forte ao pé.

É um local muito calmo, a praia é de rochas, mas a água é tão translucida que dá logo vontade de tomar banho, por isso não se esqueça dos sapatos de água.

Baía de Xwieni Gozo

Em quase todas as praias de Malta é possível alugar espreguiçadeiras e chapéus de sol para o dia ou parcialmente. Nesta praia, por exemplo, cada espreguiçadeira custava 3,5 € e o e chapéu de sol 3 € para o dia.

A cor da água do mar é impressionante, é um azul clarinho tão translucido que dá vontade de entrar na água mesmo que existam rochas.

Água Gozo

Baía de Marsaforn

A baía de Marsaforn é um porto de pescadores e um ótimo local para tomar uma refeição ou simplesmente uma bebida com vista para o mar.

É possível também se refrescar nas águas na baía, mas não se esqueça dos sapatos de água, pois aqui a praia é apenas de rochas, mas a água é deliciosa.

Ramla Bay

Acabamos o dia a relaxar na praia de Il-Ramla Bay, que fica no norte da ilha.

É uma grande praia de areia dourada, nunca tinha estado numa praia com aquele tom. A água é translucida e muito quente, realmente maravilhosa.

Na praia existem espreguiçadeiras e chapéus para alugar. Como fomos apenas no final do dia, nem colocamos essa hipótese, vínhamos preparados com as nossas toalhas e com vontade de aproveitar a praia.

Rambla Bay
Ramla Bay

Antes de chegar a praia existem diversas bancas a vender comida e produtos diversos, como boias, chinelos, sapatos de água e imans.

Nota: As casas de banho são gratuitas e as filas costumam ser enormes.

Se puder, visite a Caverna de Tal Mixta, que fica próximo à baia de Rambla.

Notas finais de Gozo

Adoramos Gozo, se puder, aproveite para ficar na ilha 2 ou 3 dias para visitar com mais calma.

Em Gozo, existem vários locais para fazer mergulho ou Snorkeling, se é fã não deixe de aproveitar a viagem para praticar estas atividades.

O que precisa para preparar a sua viagem

Prepare a sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Não paga nada à mais por isso e ajuda o blog a continuar produzir conteúdo.

Contem links afiliados, só recomendamos serviços que confiamos e utilizamos.

Follow Lu:
Sou Geógrafa e vivo em Lisboa. Viajar é uma Paixão, adoro conhecer locais novos, a sua gastronomia, as suas gentes e a sua cultura. Gosto de tudo relacionado com viagens, adoro planear as minhas viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Subscreve a newsletter!