Alma de viajante: quando começou o bichinho

A Momondo fez um desafio, que consiste em explicar em que altura descobri que tinha alma de viajante.

Achei muito interessante o desafio, até porque nunca falei disso no blog.

Quando percebi que tinha alma de viajante

Em 2011, as nossas férias de verão foram passadas entre Castelo de Vide e Mértola, no Alentejo.

Nessa altura, estávamos a poupar para um projeto na nossa vida que custava muito dinheiro, por isso, tentamos poupar também com as férias.

Quando estávamos em Mértola, apesar de estar a gostar, percebi que queria mais, queria fazer viagens diferentes.

A verdade, é que para conseguir o projeto que queríamos, precisávamos de muito dinheiro. Para conseguirmos esse valor em menos tempo, tínhamos de fazer sacrifícios nos nossos melhores anos.

Essa ânsia de conseguir essa quantia de dinheiro grande, estava a consumir-me. Pelo que decidimos, que seria melhor não viver apenas para poupar, mas também para aproveitar a nossa vida.

Em Mértola, decidimos que no ano seguinte íamos fazer uma viagem ao estrangeiro.

Mértola

Primeira viagem por conta própria

Eu nunca tinha viajado de avião e apenas reservado alguns hotéis no Booking. Ele apenas tinha viajado a trabalho para Madrid.

O primeiro destino tinha de ser um sítio que gostássemos de ir e que não fosse muito caro. Apesar de termos decido gastar mais dinheiro com que o ano passado, não tínhamos muito dinheiro disponível.

O destino escolhido foi Barcelona, porque é uma cidade que os dois gostávamos de conhecer, ficava próxima, já conhecíamos o país e percebíamos a língua.

Como fizemos

Nunca tínhamos reservado voos, nem hotéis no estrangeiro.

Primeiro li muito sobre o assunto, principalmente blogs de viagens, que me ajudaram muito na preparação. Uma vez que não tivemos ajuda de ninguém na preparação.

Voo

Como queríamos um voo barato, procuramos as companhias low cost que voavam de Lisboa para Barcelona.

Na altura, as opções eram a Easyjet ou a Vueling, optamos pela Easyjet (atualmente já não faz este trajeto). Voamos apenas com mala de cabine e não pagamos a entrada prioritária (na altura não havia reserva de lugares).

Compramos para a viagem a nossa primeira mala de cabine, com as medidas certas para a Easyjet (e para a maioria das outras companhias) e uma mochila média.

Nunca tinha andado de avião na vida, esta seria a minha primeira viagem. Felizmente ele já tinha andado de avião, o que fez que se tornar-se mais fácil a minha experiência.

Eu estava super-animada por voar, adorei a experiência e fiquei logo com vontade de repetir.

Hotel

Como já tinha feito várias reservas pelo Booking em Portugal e sabia que podia confiar, reservei o hotel em Barcelona pelo Booking.

O Hotel não podia ser muito caro, tinha de servir pequeno-almoço (preferencialmente incluído no preço), ficar perto do metro e próximo a alguma atração de Barcelona.

Alma de viajante
Barcelona

Depois de procurar muito, coloquei num excel as várias opções finais, até escolher a ideal.

A escolha recaiu pela Hostal Baler, que fica na zona de Sants-Montjuïc. Curiosamente ainda existe a Hostal e com o mesmo nome, apenas com algumas remodelações nos quartos.

Nota: Como os orçamentos são sempre baixos, fico sempre muito tempo a procura da melhor opção.
Não é fácil encontrar um hotel com uma boa relação qualidade-preço. Apenas como muita procura e perseverança se consegue encontrar a opção ideal.

Transportes

Procuramos as melhores opções antes de ir, tanto para circular na cidade, como para sair do Aeroporto.

A melhor opção para sair do aeroporto era de comboio, para andar na cidade era de metro ou à pé.

A opção de bilhetes mais barata, era o T10, que custava cerca de 10/11€, dava para duas pessoas e podíamos sair com ele do aeroporto com um custo baixo (atualmente já não é possível utilizar no aeroporto).

O bilhete T10 permite até 10 viagens no metro/comboio/trem ou autocarro para várias pessoas, bastava registar as vezes necessárias, ou seja, para 2 pessoas seriam 5 viagens para cada um.

De resto andamos à pé, andamos muito a pé mesmo, jurei ter mais cuidado no futuro, pois, no fim do segundo dia, já não sentia os meus ricos pesinhos.

Para poupar nos transportes, no primeiro e no último dia optamos pelas atrações próximas a Hostal, que eram facilmente acessíveis a pé.

Roteiro

Antes da viagem, fiz um roteiro com tudo o que queria ver, os horários e os preços.

Defini os dias para cada atração e o seguimento do roteiro. Os nossos roteiros nunca são fechados, há sempre a possibilidade de alterar a programação de um dia para o outro, ou de adicionar algo que na altura se ache interessante.

Na organização dos nossos dias, acho os blogs muito interessantes, porque se sabe quanto tempo é preciso para ver a atração ou fazer o passeio.

Desta forma, é possível controlar o roteiro para que não seja muito longo, nem seja demasiado curto.

Veja aqui o nosso roteiro de Barcelona.

Alma de viajante
Casa Milà / La Pedrera

Observações finais

Apesar de nunca ter feito nada disto antes, corrreu tudo bem na viagem.

Apenas a nossa maquina fotográfica semi-profissional avariou no primeiro dia, a sorte é que levamos duas maquinas, foi só comprar um cartão de memória maior (na altura os nossos telemóveis não tiravam boas fotos, nem tinham muito espaço).

Nunca coloquei como opção ir por agência, para além de ficar mais caro, o objetivo era gastar pouco dinheiro.

Para além, que gostei muito de preparar a nossa viagem. Pode dar muito trabalho, mas sabe muito bem, saber que se consegue fazer uma viagem perfeita apenas através do nosso esforço.

Alma de viajante

Adoramos Barcelona, gostamos este tipo de viagem e decidimos que queríamos fazer mais viagens similares a esta no futuro, e assim nasceu o “bichinho” das viagens.

Depois de Barcelona, comecei logo a pensar em outras viagens similares que gostava de fazer, e que cidades gostava de conhecer.

No ano seguinte fomos em novas aventuras, com a mesma receita que resultou tão bem em Barcelona.

 #owtravelers #admomondo

O que precisa para preparar a sua viagem:

Prepare a sua viagem utilizando os serviços dos parceiros abaixo. Não paga nada à mais por isso e ajuda o blogue a continuar produzir conteúdo.

  • Encontre o seu o hotel no Booking, é por onde reservamos.
  • Alugue carro através da RentalCars, é o serviço que utilizamos sempre que precisamos de alugar.
  • Faça o seu seguro de viagem através da IATI seguros, e tenha 5% de desconto através do link.
  • Encontre os melhores voos na Momondo.
Follow Lu:
Sou a Lu, tenho 32 anos e sou Geógrafa. Vivo em Lisboa à vários anos mas sou natural de Alcobaça. Viajar é uma Paixão, adoro conhecer locais novos, a sua gastronomia, as suas gentes e a sua cultura. Gosto de tudo relacionado com viagens, adoro planear as minhas viagens e ajudar os outros a prepararem as suas viagens.
Latest posts from

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *