Roteiro de 1 dia em Milão – Itália

posted in: Europa, Italia, Milão | 0

Milão foi o primeiro destino da nossa viagem ao Norte de Itália, ficamos lá no final da tarde e uma manhã.

Castelo Sforzesco

Começamos no Castelo Sforzesco, que é um castelo construído no século XV por Francesco Sforza, sobre restos duma fortificação anterior datada do século XIV. No interior encontram-se vários museus.

A ideia era aproveitar a ultima hora dos Museus, que é gratuita, e ver Pietà Rondanini de Michelangelo, mas infelizmente demoramos mais tempo à deixar as malas e quando chegamos já não podíamos entrar, no entanto mesmo só para visitar o Castelo, que é gratuito já valeu a pena.

Castelo Sforzesco
Castelo Sforzesco

 

Como fomos de metro e saímos na estação de Cadorna, entramos pela Porta di Santo Spirito, junto da Terrione di Santo Spirito, onde entramos para Cortile delle Armi, que é o “pátio” maior do Castelo.

A Torre e entrada principal  é a Torre Umberto l ou do Filarete, do lado esquerdo da Cortile delle Armi temos a Porta di Santo Spirito e do direito Porta del Carmine e a Terrione del Carmine.

Na Cortile delle Armi encontrava-se um exposição temporária sobre vestidos de noiva e casamentos de reis e princesas.

 

Exposição temporária no Cortile delle Armi
Exposição temporária no Cortile delle Armi

Seguindo em frente encontram-se Porta Giovia e a Torre de Bona, onde se encontra a bilheteira, as casas de banho e o Bengaleiro.

Depois olhando-se a direita vê-se a Corte Ducale, e pela esquerda entra-se na Cortile della Rocchetta. Regressando ao corredor principal, saí-se do Castelo e entra-se no Parco Sempione, que é imediatamente atrás do Castelo.

Ao redor do Castelo temos os fossos, em alguns deles vivam actualmente alguns gatinhos.

Os fossos onde andam os gatinhos
Os fossos onde andam os gatinhos
Os Museus
  • Museu Pietà Rondanini, que é a escultura inacabada de Michelangelo;
  • Museu da Pré-história;
  • Museu Egípcio;
  • Museu de Arte Antiga;
  • Museu do Móvel;
  • Colecção de Arte Aplicada;
  • Museu dos Instrumentos Musicais;
  • Pinacoteca;
  • Museu da Escultura;
  • Sala do Gonfalone;
  • Sala delle Asse;
  • Museu das armas
  • Sala de Pilastri
Corte Ducale
Corte Ducale

 

Informações

Localização: Piazza Castello, na zona encontram-se 3 saídas de metro: Cadorna, Cairoli e Lanza.

Horários: Castelo: Segunda a domingo das 7h-19:30 – Museus: Terça a domingo 9-17:30

Preço museus: 5€, grátis às terças, quarta a domingo na ultima hora antes de fechar, no primeiro domingo do mês.

Castelo: gratuito

Mais informações aqui.

 

Parco Sempione

Mesmo do lado de trás do Castelo Sforzesco encontra-se o belo Parco Sempione, que é um parque urbano.

Parco Sempione
Parco Sempione

 

Ocupa cerca 5 m2, e é uma parte do antigo jardim ducal, que serviu como uma reserva de caça.

Encontram-se no parque algumas estátuas e pontes, como o monumento à Napoelão de Francesco Barzaghi, os banhos misteriosos de Chirico, a fonte de água sulfurosa e a torre branca de Gio Ponti.

O parque é muito agradável, no entanto em algumas zona impõem um pouco de respeito por algumas pessoas que o frequentem, mas não deixem de ir por esse motivo, pois vale a pena conhecer o parque.

Regressamos ao Castelo Sforzesco, que atravessamos, passando pela porta principal, onde se encontra um fonte, onde pode descansar ou ouvir musica de um musico de rua, que lá se encontra.

De lá continuamos à pé pelas ruas de Milão até Duomo, que são cerca de 10 min de distância.

Na hora que chegamos o Duomo já se encontrava fechado, mas o objectivo era só mesmo vê-lo por fora, porque só iríamos visita-lo no dia seguinte.

Galeria Vittorio Emanuele

Ao lado do Duomo encontra-se a bela Galeria Vittorio Emanuele, que se encontrava já iluminada.

 

A entrada é gratuita, afinal trata-se de um “centro comercial”. No interior encontram-se várias lojas, principalmente de marcas de valor mais elevado.

Também pode dar a volta com o calcanhar no tintins do Touro do local, eu optei por não o fazer mas estava lá um grupo de asiáticos muito contentes a fazer-lo, supostamente dá sorte, os Milaneses só o faziam no ano novo, mas os turistas fazem-no todo o ano.

 

No dia seguinte visitamos o Duomo de Milão com visita aos terraços, que estará num post diferente.

 

Mais para visitar em Milão:

A zona de Navigli, conhecida pelos seus cafés e restaurantes, que se encontra junto de um canal.

A Igreja Santa Maria delle Grazie onde se encontra a pintura “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci. Para conseguir bilhetes para ver a ultima seia não é fácil, as entradas são muito limitadas e podem ser compradas online nou por telefone: 0292800360.

A visita dura 15 minutos e apenas podem estar 30 visitantes em cada visita. O Cenacolo Vinciano fica na piazza Santa Maria delle Grazie, um pouco mais afastada do centro da cidade.

Horários: Terça a domingo das 8:15h as 19h – Preço:12€

Deixar uma resposta