1 dia no Porto – No centro histórico à pé

As nossas visitas ao Porto não tem sido planeadas antecipadamente, ao contrario do que é normal nas nossas viagens.

Então no dia de manhã, após o pequeno-almoço, estive a decidir que haveríamos de visitar desta vez.
Para isso utilizei a Internet, mapas e folhetos (que encontrei no hotel ) exclui à partida o que tínhamos visitado na ultima visita e o que já tínhamos visitado noutras vezes. No entanto, a realidade é que não conhecemos o Porto tão bem como gostaríamos.

Rua de Santa Catarina
Rua de Santa Catarina

Decidimos começar com uma bela francesinha num dos locais recomendados na Invicta.
Em 2011, a viagem ainda foi menos planeada e acabei por comer a francesinha num local, digamos “pouco apropriado” e desta vez queria comer uma boa francesinha (algo que consegui).

Gosto muito de francesinhas, já comi em vários locais, mas comer no Porto é sempre diferente.

Como indicado anteriormente, fiquei no Ibis em Vila Nova de Gaia e fomos de carro até ao Porto.
Geralmente deixamos o carro estacionado num local fora do centro histórico e fazemos o caminho até ao centro de metro.

Desta vez não foi diferente, fomos até ao estádio do Dragão de carro e continuamos de metro.
Escolhemos este local porque também gostávamos de conhecer o estádio (não somos portistas mas gostamos de ver os estádios, nem seja apenas exteriormente).

Café Majestic
Café Majestic

Daí seguimos de metro até a estação Bolhão. Ao saímos da estação demos logo de caras com a Capela das Almas.
Seguimos pela rua de São Catarina e passamos pelo Café Majestic.

Na rua do Coliseu onde se encontra o Café Santiago (conhecido pelas suas francesinhas).
Fomos cedo e o restaurante já estava quase cheio, foi uma sorte chegarmos naquela altura. Mais um pouco tínhamos de esperar na fila por mesa, por isso e sem dúvida recomendo que cheguem cedo, principalmente durante o fim de semana.

 

Francesinha
Francesinha

 

Sobre as francesinhas do Café Santiago devo de confessar que são realmente muito boas e enormes, não consegui comer a minha por completo. Por isso recomendo o Café Santiago se quiserem comer uma boa francesinha no Porto.

Após o almoço, seguimos o nosso passeio à pé pelas ruas do Porto. Continuamos pela Rua de Santa Catarina e descemos a rua 31 de Janeiro.

 

Eléctrico
Eléctrico

 

Onde ainda vimos a passar o eléctrico que ia para a Batalha.  Seguimos pela avenida até a Torre dos Clérigos (ainda não foi desta que subimos).

Cruzamos a praça e fomos visitar a famosa Livraria Lello. É realmente lindíssima, é pena serem muito chatos com as fotos no interior. Na Livraria ainda é possível ver os carris dos antigos carrinhos que transportavam os pesados livros.
Gostei muito de a conhecer, de facto é um local a não perder no Porto.

Nota: Agora a entrada é paga, é preciso adquiri o bilhete num quiosque junto à mesma, o valor do bilhete pode trocar por livros se quiser, e já pode tirar fotos à vontade, ao contrario do que acontecia anteriormente.

Livraria Lello
Livraria Lello

 

Ainda podemos ver a Reitoria da Universidade do Porto e a Igreja da Nossa Senhora do Carmo das Carmelitas.

Seguimos novamente até a Torre dos Clérigos, e junto dela, num quiosque compramos os vouchers para os bilhetes do autocarro turístico (que tiveram de ser pagos em dinheiro).

Depois foi só esperar o autocarro da linha pretendida, naquela paragem passam as 2 linhas (vermelha e azul).

Passeio Hip On Hip Off.

Abaixo encontram um mapa com o percurso à pé efectuado.

Mapa do percurso:

Deixar uma resposta