Madrid – Dia 2 – Atocha e Museu Reina Sofia

Estação de Atocha

Após o mercado El Rastro seguimos à pé até a Estação de Atocha.

Para além de ser uma bonita estação e uma das principais em Madrid, é também um jardim tropical interior e o local dos atentados bombistas de 2004.

O jardim tropical é gratuito e esta repleto de tartarugas.

Esta sempre imensa gente a observar as adoráveis tartarugas

O jardim tropical também tem vegetação mas são as tartarugas as rainhas.

Junto ao jardim encontram-se diversos bancos e alguns cafés onde se pode descansar.

Ao lado da estação encontra-se o bonito edifício do Ministério da Agricultura, que infelizmente encontrava-se em obras.

À frente da Estação de Atocha encontra-se o Museu Reina Sofia, mas antes fomos almoçar na esplanada do 100 Montaditos que se encontra junto ao museu.

Vista esplanada 100 Montaditos

Como era domingo, estava quase tudo a 1€ nos 100 Montaditos. Como já conhecíamos o funcionamento do restaurante e os melhores Montaditos, foi só escolher e pedir.
Devido a existência da esplanada, o restaurante ainda era mais agradável.

Após o almoço foi dar uma volta pelas redondezas enquanto aguardávamos pelo horário gratuito do Museu Reina Sofia, que aos domingos era das 15h às 19h.
As exposições temporárias são por norma sempre pagas.

Fundação La Caixa Madrid

Aproveitamos para comer uma gelado e para ver a Fundação La Caixa Madrid (apenas a parte exterior).

Como era o ultimo dia para ver a exposição temporária de Dalí a entrada principal estava caótica com uma fila enorme.

Entrada principal do Reina Sofia com uma fila enorme

O nosso interesse era ver a exposição permanente do museu e não a temporária, por isso entramos pela entrada secundaria, a entrada do edifício novo.

Na entrada pela porta secundária do museu Reina Sofia não havia fila (a entrada para a exposição temporária realizava-se apenas pela a entrada principal).
Como já eram 15h, mal chegamos próximo da porta estavam funcionários do museu a dar os bilhetes com a menção de gratuitos, sem qualquer questão. Por isso poupamos imenso tempo.

Escultura de Roy Lichtenstein no exterior do Museu Reina Sofia

Dica: Aproveitar os horários gratuitos para visitar o museu, existem diversos horários todos os dias, basta ter atenção e organizar a visita de acordo com os horários.

Atenção: Existiram alterações nos horários gratuitos no Museu Reina Sofia, os horários ficaram mais alargados aos domingos.
Na data de escrita deste post eram:
Às segundas-feiras das 19:00 – 21:00 h
De quarta-feira ao sábado das 19:00 – 21:00 h
E aos Domingos das 13:30 – 19:00 h
E durante todo o dia, nos dias :18 de abril, 17 e 18 de maio, 12 de Outubro e 6 de Dezembro.

Terraço do Reina Sofia

Atenção: O museu esta encerrado às terças-feiras.

A exposição permanente do Museu é dividida em 3 Colecções:
1ª Colecção – A interrupção do século XX: Utopias e conflitos (1900-1945) – 2º piso (onde encontra-se a Guernica)
2ª Colecção – A guerra terminou? Arte de um mundo dividido (1945-1968) – 4º piso (encontrava-se fechada na altura que visitei o museu).
3ª Colecção – Da revolta à Post-Modernidade (1962-1982)  – 1ª piso.

No 3º piso estão as exposições temporárias, neste caso estava patente a exposição de Dali, e os terraços (optamos por descansar um pouco nos terraços).

Acesso ao 4º andar que se encontrava encerrado

A obra prima do museu é a Guernica de Pablo Picasso, infelizmente as fotos não são permitidas.

Guernica de Pablo Picasso. Retirada do site do Museu Reina Sofia

No Piso 1 encontram-se os jardins com algumas esculturas.

Alexander Calder, Carmen

 É um espaço agradável para descansar.

Aproveitamos e saímos pela entrada principal do Museu

Joan Miró, Oiseau lunaire (Pájaro lunar)

 Mais informações do Museu Reina Sofia aqui.

One thought on “Madrid – Dia 2 – Atocha e Museu Reina Sofia

Deixar uma resposta