Dicas de Viagem

-Procurar o Posto de Turismo no aeroporto ou na cidade e pedir uma mapa turístico do local, em geral são grátis, quando não são gratuitos geralmente tem um preço acessível.
Exemplos: Bilbao e Guimarães.

-Adquirir, se existir, o passe ou módulo de 10 viagens para o Metro, que por vezes dá também para autocarros, eléctricos, telefónicos, entre outros, fica geralmente mais em conta que comprar bilhetes simples e dão na sua maioria para ser utilizados por várias pessoas.
Exemplos: Barcelona e Paris.

-Levar apenas bagagem de cabine. É mais rápido sair do aeroporto, pois não tem de esperar a mala, pode chegar mais tarde ao aeroporto, pois não é preciso despachar a mala. É mais barato, tanto nas companhias lowcost como nas tradicionais, que agora já começam a cobrar mais a quem quer despachar a mala. É mais leve e mais fácil de transportar, o que ajuda para utilizar transportes públicos para chegar ao hotel, onde poupa outra vez, pois não precisa de pagar um serviço de transfers ou taxi.

Almoce num restaurante e jante algo mais leve, sei que muita gente faz ao contrario, mas o almoço é quase sempre mais barato que o jantar, para além que existem menus do dia que levam que fique mais em conta.
Para além que se almoçar num restaurante pode aproveitar para ir à casa de banho.

Viajar em época baixa, sabemos que nem sempre é possível, mas se evitar viajar em Julho e Agosto, Natal e Ano novo, Carnaval e Pascoa, consegue óptimos preços.
Exemplos: Bilbao em Janeiro e Paris em Abril.

2 thoughts on “Dicas de Viagem

  • 26 Julho, 2015 at 9:19 am
    Permalink

    Quanto aos mapas, na Holanda tive de os pagar, 2.50€ em Amesterdão e 3€ em Haia, grande roubalheira. Foi a 1ª vez que tive de pagar por mapas num posto de turismo 😮

    Reply
  • 31 Julho, 2015 at 10:39 pm
    Permalink

    Felizmente tive a sorte de serem grátis ou no máximo 1€, acho que faz sentido serem grátis, afinal fomenta o turismo.
    bjs

    Reply

Deixar uma resposta